A seleção guerreira ficou bêbada com Brahma

sábado, julho 03, 2010


Meio atrasado, mas só agora tive tempo e ânimo de sentar aqui e escrever algo sobre a derrota do Brasil. 

E se até defendi a Seleção pobre técnicamente e patriota a ponto de perder o sentido do sargentão Dunga, agora é a hora de criticar. Não só porque perdeu, claro, até seria fácil assim. Mas sim porque apesar da trajetória até vitoriosa do Dunga a frente a Seleção Brasileira (foram 6 derrotas apenas em 59 jogos), os problemas graves são evidenciados na cara, até mesmo dele, na hora da derrota.

Não vou me estender muito, mas os problemas eram os de sempre. Seleção de contra-ataque e só disso, banco pobre sem opções de mudança de jogo, convocação de jogadores comprometidos como Kléberson e Júlio Baptista, igual a ele como Felipe Melo, e inexplicáveis como Grafite em detrimento da qualidade técnica de um Ronaldinho ou PH Ganso. 

Resumindo, faltou um técnico. Na hora do vamos ver, na hora de mudar o jogo, faltou um técnico. Dunga fez uma Seleção com a sua cara, com o ego do seu tamanho. Qualquer jogador transpirando como ele, com atitudes como a dele, e apostando apenas na experiência em vez de alguém surpreendente. Faltou um técnico pra controlar o destempero do Robinho e Felipe Melo contra a Holanda, mas ele só botou o patriotismo exagerado na cabeça de cada um dali. Seleção guerreira, somos uma Itália por acaso? 

Faltou ali um técnico, pois, mesmo tendo todos os jogadores brasileiros do mundo na mão, Dunga fez apenas um time, com onze jogadores e não um elenco, problema tão pior que de um time de interior.

Mas estava tudo escrito, assim como a expulsão de Felipe Melo, e talvez os brasileiros no fundo sabiam disso, tanto que tristeza nem houve. E a maior prova disso é a derrota da Argentina, felicidade maior não havia. 

Uma frase do técnico Joaquim Loeb da Alemanha: "Temos que dar chance aos jovens". Dito e feito, aprende Dunga. Esse provou que tem os pés no chão, os quatro. 

Agora é hora de alguém que faça um time de verdade, sem brucutus, afinal a próxima Copa é aqui, espero. Bom, se não faturamos essa de 2010, vão superfaturar essa de 2014 fácil, fácil...

Go Deutschland!

Postado por André Prado
Estudante de publicidade, formado em nerdices em geral, pós graduado em Netflix, e phD em piadas idiotas. Gasto dinheiro em comida e com livros que não tenho tempo pra ler.

Você pode curtir também

0 comentários