O que passa pelos meus fones #4 - Rogério Skylab

quarta-feira, novembro 24, 2010


Três vivas ao poeta pós-moderno, Rogério Skylab. 

"De janeiro a dezembro eu não sinto nada, você não entende, eu sou uma máquina. Eu tô sempre dopado"

Postado por André Prado
Estudante de publicidade, formado em nerdices em geral, pós graduado em Netflix, e phD em piadas idiotas. Gasto dinheiro em comida e com livros que não tenho tempo pra ler.

Você pode curtir também

0 comentários