O que se entende por respeito?

quarta-feira, novembro 03, 2010

Dilma ganhou. Ironicamente no dia do Halloween e ontem foi dia de Finados, ironicamente, talvez em homenagem ao Serra. Com essas piadas prontas não entendo como querem impedir humor na política!

Confesso que no fim escolhi o Serra, não por causa dele, mas porque queria impedir a Dilma de ganhar. Um previsto fracasso.

3 por cento. Os 3 por cento que não aprovaram o Lula com sapiência, sabem mais do que ninguém que o assistencialismo barato através de esmolas dos "bolsa alguma coisa", censura da imprensa e até do humor, viagens e viagens só pra fazer a imagem do Brasil lá fora esquecendo o próprio país, e toda sujeira jogada debaixo do tapete que ficaria horas pra pesquisar e citar aqui. Um governo com conceitos totalmente fracassados e ultrapassados para se fazer para um país com potencial de desenvolvimento. Coisas que os outros 83 por cento se negam a ver sorridentes por absolutamente nada, simplesmente. Muitos desses que elegeram o Lula de saia, ou logo enxergando o Lula seja quer quem fosse do PT.

O governo da estrela vermelha teve seus méritos, muito econômicos. Mas a hipocrisia, narcisismo e ignorância é negar tudo que foi construído no passado. Atitude seguida pelo povo seduzidos por propagandas contra o partido rival dizendo que se forem eleitos "eles vão privatizar tudo". Eu me pergunto se todos hoje teríamos telefones sem essa tal privatização da telefonia, os progressos aconteceram um ano depois da venda não foi? Lula parece imaginar que deu um telefone pra cada brasileiro.

Sério, queria falar com esses 3 por cento, com cada um deles. Convidar para um chá ou uma cervejinha com petiscos. Os 3 por cento que realmente bateram o pé e defenderam sua opinião, corajosos por ir contra a maré e enfrentar todo ódio da massa que xinga quem critica o seu tão amado governo em vez de argumentar alguma coisa. Aliás, cheguei ao ponto que queria abordar.

O que venho notando, e isso é dito independentemente da minha opinião partidária, é a falta de argumentação das pessoas. Xingamentos tão absurdos e apenas xingamentos, que além de fazerem moderadores de comentários trabalharem, são reflexo do mundo tão vazio de discernimento em que vivemos hoje.

Futebol, religião e a política. Três assuntos separados e tão juntos pelo fanatismo. Na minha opinião estragados por isso, pelas pessoas que vestem suas camisas do que defendem. Não se pode brincar porque é politicamente incorreto, não se pode discutir pois é motivo de ódio, não se pode vestir uma cor distinta pois é motivo pra espancamento. O que fazer? O que se entende por respeito?

Postado por André Prado
Estudante de publicidade, formado em nerdices em geral, pós graduado em Netflix, e phD em piadas idiotas. Gasto dinheiro em comida e com livros que não tenho tempo pra ler.

Você pode curtir também

0 comentários