O cinema está me atraindo! - Parte 2

sábado, fevereiro 12, 2011

Resolvi fazer a parte dois com três filmes que são bem opostos pra mim, um espero muito tanto quanto tenho certeza de que será tão bom igual aos outros,  outro que não espero absolutamente nada tanto quanto tenho medo do que poderá vir, e outro... só tenho medo e revolta.

Bom, vamos ao primeiro.

"Piratas do Caribe 4: Navegando em Águas Misteriosas

Não, não é a foto do Seu Madruga
Além de ser mais um filme aonde o seu sub-título foi traduzido de forma incorreta e idiota, pois "On Strange Tides" seria algo como "em águas misteriosas" (aí sim o nome ficaria bem mais legal). Piratas do Caribe não tem como dar errado. Ou tem?

Sendo baseado no livro On Stranger Tides, cujo autor é Tim Powers (ainda bem que foi baseado em um livro como os outros). A adaptação para o cinema foi feita pelos mesmos caras que roteirizaram o primeiro filme da série, Terry Rossio e Ted Elliot. A trama narra a busca do Jack Sparrow à Fonte da Juventude.

Com estreia marcada para 20 de maio desse mesmo ano sendo rodado no inútil formato 3D. O filme continua contando com Johnny Depp como o nosso amado Capitão Jack Sparrow, Ian McShane como Barba Negra, e Geoffrey Rush como Capitão Barbossa. Entretanto, o casal Orlando Bloom e Keira Knightley pularam fora do barco (tum dum pish) e para aqueles orfãos da senhorita Knightley, foi escalada a mais linda ainda Penélope Cruz (acho que minha preferência por morenas pesou um pouco). 

Abaixo o trailer:



"X-Men: First Class"


Segundo a sinopse. No filme, não teremos Professor X e Magneto. Teremos Charles Xavier e Erik Lehnsherr bem mais novos e descobrindo os seus poderes mutantes e todo aquele lance de poderes, responsabilidades...

"Os dois que viriam a ser inimigos no futuro, eram amigos próximos, trabalhando ao lado de outros mutantes, tentando impedir o maior desastre que o mundo já viu. No processo, abriu-se um abismo que os tornou inimigos de pontos de vista diferentes, dando início a eterna guerra entre os X-Men (o longa mostrará Fera, Emma Frost e etc), liderados pelo Professor X, e A Irmandade de Mutantes de Magneto."

Lendo a sinopse, realmente tem o potencial ser bacana, só que relendo, a execução precisa ser bem feita para o filme não se transformar em algo que passa na Sessão da Tarde. Saca o Motoqueiro Fantasma e Quarteto Fantástico? Então, são filmes engraçados e legais pra se passar o tempo, mas não tem 10% do potencial que eles poderiam ser.

Mas saca só a declaração do diretor do filme, Matthew Vaughn, que em entrevista à EW, disse:

"It’s got a lot of teenage angst. The Twilight girls will like it."

Precisa traduzir? Ele disse: "tem muita angústia adolescente. As meninas do Crepúsculo vão gostar".

E não foi só isso caro amigo: disse que "cada roteirista que escreveu X-Men reinventou todo o universo. Nada ali faz sentido. Então entrei no clima e reinventei tudo a favor da trama".

Bom, tá certo que o universo X-Men realmente é uma bagunça e não precisa ser leitor assíduo das HQs para saber e entender isso, mas esse tipo de declaração é mais um tipo de... auto-sabotagem do que outra coisa. É como jogar vinagre no próprio feijão.

Depois de ler tudo isso ficou com medo do filme? É, eu também estou...

X-Men: First Class tem estreia mundial marcada para o dia 3 de junho desse ano e já saiu trailer.


"O Legado Bourne"


Esqueçam esse cara da foto... Ah, agora sim tenho medo. Hollywood já nos provou dezenas de vezes que trocas de ator em franquias consagradas são extremamente mal-sucedidas.

Depois da trilogia extremamente legal dirigida por Paul Greengrass, imortalizada por Matt Damon, e baseada nos livros de Robert Ludlum. O quarto filme contará com... absolutamente nada disso.

Paulo GramaVerde abandonou o projeto, alegou diferenças criativas, mas sabemos que sempre existe o fator grana. E sabemos que com ele fora do filme, Matt Damon, leal ao cara, também não estaria. Assim, a Universal chamou Frank Marshall assumir a direção e o filme está a todo vapor, com o roteiro previsto para o verão de lá, junho desse ano para nós.

Como Matt Damon reagiu a isso? “Ninguém me contou, literalmente ninguém me ligou. As pessoas acham que eu tenho informações privilegiadas, mas você pode ter uma noção da posição em que eu estou na lista. Eu faria (o filme) novamente com Paul. A Universal na verdade não é dona do personagem Bourne, então tecnicamente eu poderia ir para a Warner Bros e a Universal poderia ler sobre o assunto online”, provocou. É assim que se fala! xD

Já que não existem mais livros da franquia e Robert Ludlum está morto desde 2001, é provável de que Bourne vire uma franquia tipo a de James Bond. A pergunta é onde isso vai dar? Leia abaixo.

Tony Gilroy, roteirista do filme, explicou melhor esta questão ao site Hollywood-Elsewhere.

“The Bourne Legacy, para começar, é simplesmente retirar o nome do livro de Robert Ludlum, mas não usará a história. Em segundo lugar, ninguém irá substituir Matt Damon. Haverá um novo herói, um novo capítulo, Jason Bourne não estará neste filme, mas ele está vivo. O que aconteceu nos primeiros três filmes impulsiona os acontecimentos para o que vem por aí. Estou a construir uma saga, um ambiente e uma grande conspiração…o mundo que estamos a construir aumenta, avança e convida o regresso de Jason Bourne (mais para a frente),” afirma Tony Gilroy.

Ao que parece o quarto filme nada mais é do que um spin-off da franquia, e ao que parece teremos mais filmes da mesma. A única coisa que sobrou é o gancho de um ex-agente secreto da CIA que perdeu a memória após tentar assassinar duas pessoas num iate. Eu acho, já que nem Jason Bourne está nele!

Futuramente os filmes terão sequência de dois dígitos, escrevam o que estou dizendo apocalípticamente.

Postado por André Prado
Estudante de publicidade, formado em nerdices em geral, pós graduado em Netflix, e phD em piadas idiotas. Gasto dinheiro em comida e com livros que não tenho tempo pra ler.

Você pode curtir também

0 comentários