O que passa pelos meus fones #14 - Suicidal Tendencies

quinta-feira, junho 02, 2011

Fazia tempo que não postava nada nessa seção hein?

Bom, hoje o post é para uma banda que venho escutando bastante e que tem um reconhecimento comercial bem menor do que deveria até. Apesar que a banda teve seu "auge" no início dos anos 90 - que tenho saudades das paradas com o grunge de Seattle, Guns e Faith No More por exemplo -, era uma época propícia pra grandes bandas. E a banda talvez nunca tenha aparecido por ter sido sempre muito calcada no underground e com polêmica, o que claro, a afastava das paradas.

Eu falo do Suicidal Tendencies que tem Mike Muir como único membro constante, e foi a antiga banda do atual baixista do Metallica, Robert Trujillo. Citados muitas vezes como o criador do gênero skate punk, desde o início a banda inclui influências de heavy metal e thrash metal; e mais tarde o funk e até mesmo hip hop. Apesar de eles nunca terem feito muito sucesso comercial, como disse, a banda é muito respeitada por ter sido uma das primeiras a misturar hardcore com thrash metal resultando no chamado "crossover thrash", que tem o Anthrax com o maior representante.

O clipe do post é de 1992, quando os Suicidal lançaram "The Art of Rebellion". Um álbum diferente do que tinham feito até então, apresentando um som mais melódico e acessível a todos, com menos influencias hardcore e thrash. Apesar de criticado pelos fãs do som mais rápido dos álbuns anteriores, este acabou por ser o álbum com maior sucesso comercial gravado pela banda e esse single é um dos mais legais deles na minha opinião.

Postado por André Prado
Estudante de publicidade, formado em nerdices em geral, pós graduado em Netflix, e phD em piadas idiotas. Gasto dinheiro em comida e com livros que não tenho tempo pra ler.

Você pode curtir também

0 comentários