Resenha Game: Alan Wake

domingo, abril 22, 2012

Por Estevan Sena publicado originalmente no blog Na Ressaca


O enredo

Alan Wake, um escritor de bestsellers, não conseguia escrever nada há dois anos. Sua mulher, Alice, o levou para a pequena cidade de Bright Falls, para recuperar sua criatividade. Alan pega as chaves e o mapa de sua cabana alugada com uma mulher de véu preto que estava no lugar do dono da cabana que estava doente, e assim eles dirigem até uma cabana em Cauldron Lake. A medida que vão desempacotando a bagagem, Alan descobre que Alice trouxe uma máquina de escrever, com esperanças de que ele pudesse começar a escrever um novo livro. Nervoso com sua persistência, Alan sai da cabana para caminhar, e momentos depois ouve sua esposa gritar. Ele vê que alguma coisa puxou Alice para as águas do lago, e ele pula para salvá-la, mas perde a consciência ao entrar em contato com a água.

Alan acorda em um acidente com seu carro. Ele começa a fazer seu caminho de volta para a cidade, encontrando várias criaturas do folclore da cidade de Bright Falls cobertas pela escuridão que querem lhe matar; mas enquanto ele anda pela cidade, Alan descobre que a luz é a única arma que pode parar essas criaturas. Ele também se depara com uma aparição fantasmagórica de um mergulhador, que joga páginas de um manuscrito para ele coletá-los. Alan reconhece que é um trabalho seu, mas não lembra de tê-lo escrito o manuscrito o avisa sobre as criaturas e o que vai acontecer, assim, podendo escapar com segurança. 

Na cidade, ele descobre que ficou desaparecido por uma semana desde quando pulou no lago, e fica ainda mais confuso quando a xerife Sarah Breaker mostra-lhe que nenhuma ilha ou cabana existiu no lago por quase 30 anos. Barry, seu amigo e seu agente, logo aparecem na cidade para ajudar Alan com o desaparecimento de sua mulher, e o caso atraiu o interesse do agente do FBI Robert Nightingale que acredita que Alan está por trás do desaparecimento de Alice. 

Um homem que se apresenta como o sequestrador diz para Alan ficar longe do FBI; e que ambos são procurados pela entidades das sombras. Alan vai até o homem, que revela que não sequestrou Alice, mas que precisa o alertar sobre a Presença Sombria que habita Cauldron Lake e o que está controlando as criaturas, os Taken, que o perseguem. O homem explica que essa Presença Sombria tem a habilidade de transformar a ficção em realidade, e que ela usou Alan para criar um modo de escapar do lago e que ele tem que pará-la. 

Considerações do jogo

Um título sem antecessores que chega pisando no terreno dos jogos de terror, com concorrentes como Silent Hill e Resident Evil.

Claro que Alan Wake não faz concorrência direta com Resident Evil, pois ambos os games são de atmosferas diferentes - com Silent Hill existe uma certa similaridade no tipo de psicológico empregado na trama -, mas sem dúvida Alan Wake é original e único em seu enredo.

Só não posso deixar de citar o game Obscure (PS2 - 2005) que é um dos melhores games de Terror do PS e que deveria ter uma sequência no PS3, pois assim como em Obscure, o protagonista Alan Wake conta com o auxilio de uma lanterna, não só para abrir caminhos pelas trilhas de Bright Falls, cidade do game, como também pode usar a lanterna como arma, com o focus concentrado nos inimigos para enfraquecê-los e assim matá-los de forma mais rápida e com menos munição. Outro fato interessante em Alan Wake, é que o fato de encontrar pelo cenário do game pilhas para a lanterna causa mais alivio no jogador do que quando se encontra munição, isso mostra que a temática da escuridão foi bem explorada pela produtora do game.

Vale destacar que ao se passar os capítulos do game, é mostrado um vídeo com os últimos acontecimentos, e a frase "no próximo episodio de Alan Wake", o que dá um ar de seriado ao game que conta com ótima jogabilidade e trilha sonora envolvente.

Seriado?

Sim, a Microsoft disponibilizou um seriado inspirado em Alan Wake, com atores e tudo, o nome é Bright Falls, Muito parecido com Supernatural no que diz respeito a filmagem e ao clima, o seriado é muito bom e um prólogo do game, recomendo assistir antes de jogar, são ao todo 6 episódios e estarei postando todos legendados na sessão Videos do meu blog.

Pack Especial

Foi lançado um pack especial com o game, um livro assinado pelo próprio Alan Wake e a lanterna, vale a penas se você for apreciador do game. ( eu ainda vou ter o meu ) confira foto abaixo:


Postado por André Prado
Estudante de publicidade, formado em nerdices em geral, pós graduado em Netflix, e phD em piadas idiotas. Gasto dinheiro em comida e com livros que não tenho tempo pra ler.

Você pode curtir também

0 comentários