Resenha CD: Beyond The Bridge - The Old Man and The Spirit

domingo, junho 10, 2012

Para quem não conhece, o Beyond The Bridge nasceu em 2005 na cidade de Frankfurt, Alemanha, mas sua história começou como Fallout, em 1999. Falando desse começo, a banda Fallout chegou a fazer alguns shows por Frankfurt, mas foi desfeita para os integrantes, bastante jovens ainda, se dedicarem aos estudos. Seis anos depois, o guitarrista Peter Degenfeld se encontrou com o tecladista Christopher Tarnow, e, juntos, decidiram revitalizar o projeto, reunindo os velhos integrantes, agora, músicos já formados e bem gabaritados, e dando o nome de Beyond The Bridge.

Nesse mesmo ano de 2005, Peter e Christopher se reuniriam e começaram a trabalhar no seu primeiro álbum, e foi só agora em 2012 que esse debut viu a luz do sol. Valeu a pena tanto tempo de produção? Sim, valeu. Temos aqui um dos melhores álbuns de prog metal que pude escutar esse ano. 

Como 99% dos álbuns progressivos, temos aqui um álbum conceitual; e como em esses 99% temos um conceito muito bem trabalhado. Aqui temos algo similar a uma ópera dramática dividida em dois atos; a primeira é cantada pelo "Velho", interpretado pelo vocalista Herbie Langhans, e a segunda pelo "Espírito", interpretado por Dilenya Mar, a outra vocalista. 

Firmado por sua idade avançada o Velho procura por um sentido, uma coerência, um significado de sua vida no turbilhão de lembranças. No desenrolar da história, o Espírito convence o velho homem de que não há nenhuma maneira para o Velho a superar os limites da percepção humana, e ele só pode transgredir com a ajuda da sabedoria do Espírito. Ciente da curiosidade humana do Velho, o Espírito se oferece para responder todas as perguntas dele em troca de suas experiências e sentimentos. 

A transição entre as faixas funciona muito bem, e o duo de vocalistas Herbie Langhans e Dilenya Mar conseguem transmitir de acordo todas as emoções que a história tem. Destaques vão para a abertura com "The Call" e "The Apparition", a agressiva "The Struggle", e a belíssima "Where the Earth and The Sky Meet"; porém as faixas são tão boas que fica injusto citar só algumas. 

Com ótima e cuidadosa produção em "The Old Man And The Spirit", o "Beyond The Bridge" não reinventa a roda e percorre de forma até simples o terreno do estilo, e inúmeras vezes com toques oitentistas deliciosos. Tanto tempo para o lançamento desse debut fizeram valer a pena a surpresa de descobrir uma banda com tanto talento. 

Recomendadíssimo!

Tracklist:

1. The Call (6:34)
2. The Apparition (8:04)
3. Triumph Of Irreality (6:11)
4. The Spring Of It All (1:48)
5. World Of Wonders (5:03)
6. The Primal Demand (2:07)
7. Doorway To Salvation (7:54)
8. The Struggle (5:23)
9. The Difference Is Human (7:56)
10. Where The Earth And Sky Meet (6:57)
11. All A Man Can Do (9:33)

Postado por André Prado
Estudante de publicidade, formado em nerdices em geral, pós graduado em Netflix, e phD em piadas idiotas. Gasto dinheiro em comida e com livros que não tenho tempo pra ler.

Você pode curtir também

0 comentários