O melhor do melhor do mundo de 2012

terça-feira, janeiro 01, 2013


E quem diria, para a decepção dos depressivos, solitários e fanáticos religiosos, o mundo não acabou. Chegou 2013 e chegou a hora de relembrar o que aconteceu em 2012... bom, era pra ter feito isso no final do ano passado, mas creio que janeiro seja tão devagar que não notamos que o ano mudou - vide a dificuldade que é acertar o ano quando escrevemos o cabeçalho.

Mas enfim, o ano que se passou foi cheio de música boa, filmes bons, e jogos legais como sempre. Qualquer lista da face da terra tem suas falhas gritantes, e antes que me acusem recomendo de que sentem e apreciem o que não escutaram, viram ou jogaram e me falem do que gostaram e não viram aqui. Muita coisa nesse ano nem fiquei sabendo, mas humildemente destaco os meus melhores de 2012. =)

_________________________________________________________________________________


Melhores álbuns:

5º - Muse - The 2nd Law

É como se ouvíssemos tudo o que o Muse aprendeu. Simples assim.

4º - Moonspell - Alpha Noir/Omega White

Um álbum duplo. "Alpha Noir" é o lado pesado e direto (sem exageros); já "Omega White" é o lado gótico e melancólico. É Moonspell para todos os gostos, feio da forma mais competente possível.

3º - Katatonia - Dead End Kings

Sempre evoluindo. Pensava que era difícil superar "The Great Cold Distance"; estava errado.

2º - Lamb Of God - Resolution

Primeiro grande lançamento de 2012, "Resolution" chegou logo para chutar a porta de quem ainda duvidava que o Lamb Of God é uma das grandes bandas da nossa geração.

1º - Paradise Lost - Tragic Idol

Em toda sua trajetória o Paradise Lost nunca se aquietou completamente, mas "Tragic Idol" foi além de uma evolução, foi uma volta às raízes. De quem ainda se queixava de que os tempos do saudoso "Draconian Times" não voltariam, 2012 veio para calar a boca de todo mundo.

Surpresa do ano: Soulfly - Enslaved

E quem diria que uma banda que se enveredava pelos caminhos até do Nu Metal, de batucadas que viraram marca registrada de Max Cavalera. Eis que o senhor Max solta esse petardo para quem perdeu o respeito por ele. Moderno, sujo, pesado; o que ele fez no passado continua no presente. É como andar de bicicleta, nunca se esquece.

Melhor DVD: Led Zeppelin - Celebration Day

Alguém tinha dúvidas ainda do dono desse prêmio? A última atuação do Led Zeppelin, o show da vida de todos nós. Sem mais.

_________________________________________________________________________________


Melhor filme: Ted

Antes que os nerds me apedrejem depois dessa escolha, deixe-me explicar:

"Os Vingadores" foi um sucesso tão estrondoso que creio que elegê-lo como melhor filme chega a ser óbvio e batido, e além disso até injusto, afinal o que poderia dar muito errado no "Os Vingadores" era sua execução e não história. Já no caso da conclusão da trilogia do Batman de Nolan, seguia pelo mesmo caminho de "Os Vingadores" sobre a bem-sucedida "execução" - apesar da não citação do Coringa. E no caso do "O Hobbit", confesso que não assisti. Então por isso "Ted" mereceu o prêmio, foi uma hilária surpresa.

Melhor game: Max Payne

Nessa geração de consoles, jogos com gráficos exuberantes e história digna de um filme são normais hoje em dia. Injusto é eleger o melhor game de 2012 sem ter jogados todos eles, mas o fato de um jogo de tiro ter prendido na tela um amante de jogos hack n'slash, como God of War, na tela desde o primeiro minuto é uma mérito inigualável.

_________________________________________________________________________________


Decepção: Diablo III

Não na sua execução e nem por causa da sua competente dublagem, mas por um motivo que você já sabe qual é, o fato de só se pode jogar on-line. Mal comparando é o que o Guitar Hero fez depois de sua quarta edição obrigando os jogadores a ter a guitarra para poder jogar.

Decepção: O Espetacular Homem Aranha

Pelo que você pode notar na resenha que fiz na época do filme, fiquei bem contente depois que o assisti e até achei melhor do que o primeiro filme da trilogia de Sam Raimi, e continuo com essa opinião. Entretanto ele está aqui por causa da falta de novidades. Ok que não dá pra modificar muito a história, mas eu acho que vender um produto como: "a história não revelada do Homem-Aranha" e entregar um Peter Parker só mais descolado é sacanagem das grandes, e creio que o pessoal da Marvel poderia ter feito melhor.


Postado por André Prado
Estudante de publicidade, formado em nerdices em geral, pós graduado em Netflix, e phD em piadas idiotas. Gasto dinheiro em comida e com livros que não tenho tempo pra ler.

Você pode curtir também

0 comentários