Resenha Game: New Super Mario Bros (Nintendo DS)

terça-feira, fevereiro 26, 2013

É fato de que quando compramos qualquer console da Nintendo, a primeira coisa que fazemos é comprar o Mario. talvez isso seja uma cultura empregada pela Nintendo, ou mesmo algo enraizado nas nossas mentes pois Mario é um jogo impossível de não querer se jogar. E assim logo que comprei meu Nintendo DS, coloquei lá o Mario na tela. O jogo em questão é "New Super Mario Bros" e é justo que ele seja o primeiro game resenhado do Nintendo DS para o blog.

Primeiro game da série Mario tradicional desde "Super Mario Sunshine", o game foi lançado em 2007 para o portáil, e conta com algumas novidades sendo: o Casco Azul, o Mini Mario e o Mega Mario, além dos power-ups tradicionais que são o Cogumelo, a Flor de Fogo, e a estrela de invencibilidade. O enredo para sempre continuará sendo basicamente o mesmo, porém se você viveu congelado nesses últimos 30 anos, vale relembrar:

Princesa Peach e Mario estão caminhando juntos quando, repentinamente, uma nuvem negra se forma sobre o castelo de Peach e raios atingem o seu telhado. Mario corre ao castelo para checar a situação, o que dá tempo a Bowser Jr. para aparecer e sequestrar Peach. Percebendo o acontecido, Mario rapidamente volta e corre atrás dos dois e assim percorre o seu caminho dentre oito mundos perseguindo Bowser Jr. e tentando resgatar a princesa.

O charme daqui são os gráficos - que até hoje o jogo mantém - que é o que chamamos 2.5D, que para os não-cursados, significa um jogo absolutamente 2D tendo gráficos e fundo tridimensionais. É impossível não achar fofas as animações que o jogo te mostra, principalmente quando você passa de um mundo para outro.

As novidades vão para os power-ups que deixam o Mario gigante, com um casco nas costas, e pequenino como um inseto; além de você poder ter um power-up extra, elemento herdado do Super Mario World. Na tela de cima do DS é de jogo, e a tela debaixo aparecem os mundos, quantidades de vidas e power-up extra; porém vale ressaltar que ao entrar pelo cano de alguma fase as telas se invertem. Existem três star-coins espalhadas pela fase e o seu objetivo é coletar todas (saca ter três estrelas no Angry Birds? Então) totalizando 240. As moedas servem para abrir fases extras e casas do Road em que ele te oferece vidas e power-ups, além de você acabar salvando o jogo, um desafio a mais.

"New Super Mario Bros" também possui um modo multiplayer via wi-fi entre dois DS, que consiste de um duelo entre dois jogadores controlando Mario e Luigi em um dos cinco estágios disponíveis com o objetivo de ser o primeiro a obter um número definido de estrelas. Ambos os jogadores podem atacar um ao outro para tentar roubar as estrelas do oponente, onde pular em cima do personagem do oponente irá fazê-lo perder uma estrela, enquanto que esmagá-lo irá fazê-lo perder três. Os minigames são divididos nas categorias Ação, Puzzle, Tabuleiro e "Variedades", e todos eles fazem uso da tela de toque do DS.
Como defeitos, os principais que pontuo são os novos power-ups de Mario que em vez de serem boas novidades, acabam sendo meio inúteis, principalmente o cogumelo que o deixa gigante, servindo só como chamariz do jogo. E que também apesar de o jogo ser cativante e viciante (como todo Mario deve ser), ele passa impressão de ser fácil demais. Sim claro, todos os tipos de pessoas jogam Mario, e a dificuldade logo tem que ser amigável a todos, sendo frustrante e cativante na medida certa. Entretanto o que me deixa com a impressão de ser fácil demais, é você chegar no chefe com o Mario de fogo e jogar as centelhas derrotando o chefe (por maior que seja) com cinco ou seis delas. Sim, é um mérito chegar com o Mario de fogo até ali e talvez essa facilidade seja um tipo de premiação. Mas para os que buscam uma dificuldade maior, talvez o velho ato de pular na cabeça até sendo o Mario de fogo fosse menos frustrante nesse ponto.

Entretanto esses dois pontos negativos pouco atrapalham na experiência, Mario é Mario e ponto, e a Nintendo pela enésima vez fez um bom trabalho em explorar o bigodudo, deixando um ótimo carro-chefe para seu console. "O novo Mario" é simples e objetivo como todo Mario deve ser - e julgo que todo jogo de plataforma também. E de novo faz você jogar a mesma coisa que você joga por todos os anos da sua vida tendo a sensação única da primeira vez, sendo o maior mérito que Mario tem durante todo seu história.

Postado por André Prado
Estudante de publicidade, formado em nerdices em geral, pós graduado em Netflix, e phD em piadas idiotas. Gasto dinheiro em comida e com livros que não tenho tempo pra ler.

Você pode curtir também

0 comentários