Resenha Game: Castle of Illusion starring Mickey Mouse (Playstation 3)


"Castle of Illusion" starring Mickey Mouse foi um jogo de plataforma side-scrolling produzido pela Sega e
lançado em 1993 nos tempos áureos dos videogames 8 bits, exclusivo para Mega Drive e mais tarde sendo lançado também para Master System e portátil da Sega, Game Gear. Em setembro de 2013 o game teve uma remake desenvolvido pela Sega Studios e foi lançado digitalmente para Xbox Live, Playstation Network e PC, o motivo dessa resenha existir.

O game segue aquela velha premissa clássica dos personagens master dos rivais da Nintendo e até hoje o motivo maior de muitas histórias existirem nos vídeogames: salvar sua amada. Aqui o Mickey embarca em uma missão para salvar a Minnie da malvada bruxa Mizrabel (muito parecida com a Malévola, mas não é ela) que quer roubar a juventude da pobre Minnie.

Não tem muito do que falar da mecânica de jogo. Como um clássico jogo de plataforma - gênero que vem sido resgatado pouco-a-pouco - você tem basicamente as ações de andar pro seu lado direito, pular (só uma vez como nos velhos tempos) e atirar maçãs ou bolas de gude para atirar nos personagens. Além de itens diversos que aumentam a vida do personagem ou dão uma vida extra e tal, fases bônus para coletar cartas de baralho que desbloqueiam roupas clássica do Mickey, e pedaços de estátua que são mostradas na "sala" de seleção de fases

O jogo é dividido em seis níveis com três sub-capítulos cada e ao final de cada nível (ou mundo como você preferir), você enfrenta um chefe e como premiação por derrotá-lo você ganha um cristal. Cada mundo tem um e ao conseguir todos você tem direito a chegar no castelo onde está a malvada Mizrabel com sua amada.

O que chama a atenção no "Castelo da Ilusão" são dois aspectos: o visual e o design das fases. Aspectos que muito fizeram por tornar o jogo clássico no mundo dos games.

Na era de ouro dos 8 bits, a Sega tinha em seu Mega Drive uma boa diferença para seu concorrente: seu console tinha uma paleta de cores bem maior. Isso proporcionava jogos mais bonitos e coloridos visualmente. O "Sonic The Hedgehog" e o "Castle of Illusion" são ótimos exemplos do que estou dizendo. A Sega se aproveitou disso muito bem, tornando o Castle of Illusion" um dos jogos mais bonitos e vivos daquela geração, além de uma jogabilidade redondinha e uma criatividade digna da Nintendo em seus jogos de plataforma, aproveitando de todo o mundo mágico da Disney para fazer suas fases.


Obviamente tinha-se a limitação dos 16-bits naquele tempo, e esse remake produzido pela mesma Sega, se aproveitou totalmente dos poderes do PS3 e Xbox para colocar muitas ideias visuais imaginadas naquele tempo. Mantendo todas as qualidades do original, a Sega remodelou totalmente o game para os tempos atuais conquistando jogadores de todos as idades.

"Castle of Illusion" é um jogo lindo. Parece que a Ubisoft fez escola com seu Rayman Origins mostrando pra muitas produtoras que não é preciso fazer um game 3D para chamar a atenção. Somados a movimentação do personagem aos pequenos detalhes dos design das fases, me peguei muitas vezes distraído por isso.

E já que uma imagem vale mais do que mil palavras, vou colocar uns vídeos aí embaixo mostrando minhas fases prediletas.



A parte sonora foi feita especialmente para esse remake e é tão carismática quanto o próprio Mickey, porém para os mais saudosistas é possível habilitar a trilha original. "Castle of Illusion" é um jogo curto de umas 4h e dá para terminar de boa em um dia ou menos dado a sua facilidade e alguns raros momentos mais difíceis, algo natural, já que se trata de um game mais dirigido ao público infantil.

O game recentemente foi disponibilizado gratuitamente para membros da Playstation Network. O preço para não assinantes da PSN é cerca de 30 reais e na Xbox Live custa mais ou menos esse preço (se alguém informar nos comentários agradeço), já na Steam custa uns R$ 20. Baratinho. Vale muito a pena adquirir pela nostalgia e por ser um ótimo jogo de plataforma. Esse remake é indispensável na biblioteca de fãs desses tipos de jogos!

Tomara que essa leva de jogos remasterizados que começou com esse game e também com Duck Tales (esse lançado fisicamente) continue para a alegria de jogadores mais antigos. 

Entre tantas coisas que eu penso, na verdade, não tem nada melhor na vida do que meus heróis, um bom rock n' roll, cerveja, fritas, e um bom papo com uma boa companhia.

Voltando
Next Post »
Comentários
0 Comentários
0 Comentários