E agora quem poderá nos defender?

sexta-feira, novembro 28, 2014


Ele morreu. Foi sem querer querendo, mas agora é verdade. E agora quem poderá nos defender?

Hoje a Dona Morte levou mais uma grande parte da nossa infância ainda viva. Roberto Gômez Bolaños faleceu hoje aos 86 no México devido a problemas respiratórios e problemas de locomoção. O ator, comediante, dramaturgo, diretor, escritor e compositor foi um marco da televisão mundial com seus seriados Chaves del Ocho, Chapolin Colorado e Chespirito que foram traduzidos em mais de 50 idiomas arrebatando fãs até os dias atuais.

Tá estranho ver imagens do seriado em outros canais, e é uma pena que isso só aconteceria em um momento triste como esse... =(

Logicamente não preciso contar pra vocês a sinopse de cada um dos seriados porque isso vocês sabem de trás para frente e de ponta cabeça, mas é importante sempre ressaltar a genialidade de alguém que tinha um talento nato em nos fazer rir em toda a nossa atemporal inocência.

Se hoje estamos em dúvida do que é politicamente correto e de como isso afeta o humor em si, Roberto era da época em que nem se sabia bem de uma discussão como essa, ele era dono de um humor que nem existe mais hoje em dia, e talvez por esse mérito inigualável, Chaves seja eterno enquanto dure o SBT e nossas infâncias.

Duvido alguém não gostar dessa "velharia" como minha mãe dizia, tanto quanto duvido que na nossa lápide daqui a algumas décadas não seria digno colocar um "morri, sem querer querendo", só pra zoar e lembrar a nostalgia eterna de um programa que participou em parte essencial das nossas vidas na frente da televisão. Seria justo.

Aliás, todos devemos comer um sanduíche de presento em seu homenagem!

É Seu Madruga, o Chaves está indo pra aí te atormentar. =)

R.I.P

Postado por André Prado
Estudante de publicidade, formado em nerdices em geral, pós graduado em Netflix, e phD em piadas idiotas. Gasto dinheiro em comida e com livros que não tenho tempo pra ler.

Você pode curtir também

0 comentários