A evolução do Batman no cinema

Se hoje temos os cinemas e a televisão absolutamente abarrotados de heróis e anti-heróis de todos os tipos devemos muito isso ao morcegão e a barriguinha de Adam West.

A televisão é sua parceira próxima desde a época de seu avô já que à lá Mônica e Sansão, o herói foi moldado naquela época com a ideia caricata e divertida típica dos quadrinhos com o objetivo de divertir os pequeninos sem ser "nocivo" a sociedade. Mas eis que passaram os anos, a sua imagem acabou sendo mudada, porém somente graças ao cinema e ao Tim Burton (que era novidade) a imagem do morcegão chegou ao grande público apagando aquela imagem de "justiceiro com onomatopeias". Agora ele era o homem-morcego.

No vídeo podemos perceber bem a evolução que o Batman sofreu em seus diversos filmes nessa trajetória cinematográfica, passando pela fase estilosa de Burton, dos risíveis e vergonhosos mamilos polêmicos do Joel Schumacher, e de Nolan que acertou a mão ao retratar Gotham City e sua criminalidade justamente da forma que deveria ser. Sem contar a homenagem que o vídeo faz merecidamente a série animada dos anos 90 que não só construiu foi capaz de trazer as boas histórias das HQs do herói para a televisão, mas fez parte da minha infância e de muita gente!

Bom, sou fã do Batman. Não porque ele é um cara playboy e filantropo que com suas duas mãos e um tanto de apetrechos tecnológicos ajuda Gotham a ter um pouco mais de justiça, mas sim porque no mundo em que ele vive, por mais ficcional que seja, paradoxalmente ela retrata a nossa sociedade em que não existem heróis e vilões. Apenas homens loucos que escolhem usar uma farda e aqueles que escolhem não usar.

Entre tantas coisas que eu penso, na verdade, não tem nada melhor na vida do que meus heróis, um bom rock n' roll, cerveja, fritas, e um bom papo com uma boa companhia.

Voltando
Next Post »
Comentários
0 Comentários