O que passa pelos meus fones #111 - Anthrax

Salvo divergências e gosto, de acordo com consenso popular sobre a formação do Big 4 do thrash metal os membros oficiais o Metallica, o Megadeth, o Slayer e o Anthrax, e de todas as quatro considero o Anthrax a mais criativa de todas elas, devido a enorme gama de influências que eles tomaram ao longo do tempo ou que sempre fizeram parte da sua música mesmo, enfim, acabo os julgando como um thrash metal mais "divertido" e mais acessível. Das quatro ela é, talvez ao lado do Megadeth que soube continuar a ser relevante, a que mais vale a pena de escutar atualmente.

O último lançamento após oito longos anos de pausa e da troca de vocalistas - um retorno na verdade, já que o vocalista fundador Joey Belladonna retornou a banda no lugar do competente John Bush. E John? Esse acabou sendo chutado da banda pura e simplesmente para dar lugar ao vocalista que substituiu, vai entender. Bom, "Worship Music" foi lançado em 2011 e foi um estrondo, mostrando uma banda mais madura e surpreendentemente consistente, e para o ano que vem a banda retornará com o décimo primeiro álbum "Evil Twin" com o single auto-intitulado que você confere abaixo.


Bom, a real é que o Slayer acabou de lançar um novo álbum e em 2016 Megadeth e Anthrax também terão seus novos trabalhos vendo a luz do dia. E o Metallica?

Entre tantas coisas que eu penso, na verdade, não tem nada melhor na vida do que meus heróis, um bom rock n' roll, cerveja, fritas, e um bom papo com uma boa companhia.

Voltando
Next Post »
Comentários
0 Comentários
0 Comentários