As semelhanças entre os episódios IV e VII de Star Wars

Eu pessoalmente adorei o filme, mas tais semelhanças e outros tipos de falhas me incomodaram um pouco dado a expectativa que o filme naturalmente criaria nos fãs de Star Wars como eu, mas em contrapartida, eu achei que também foi um caminho acertado da direção. O filme apostou no fan-service e apostou na nostalgia sabendo que era um jogo ganho, e foi redondinho nisso. Star Wars VII foi uma passagem de bastão competente entre a geração antiga e a nova, entregando aquele básico bem caprichado pra "despertar a Força", ganhando terreno e banca pra se arriscar mais nos episódios VIII, IX e em spin-offs como o Rogue One, que vai se passar entre os episódios III e IV e que é importantíssimo pra franquia, afinal, Darth Vader está na área de novo!

Agora falando de finanças, claramente JJ. Abrams como fã iria apostar na nostalgia, e mais claro que a luz do sol é que a Disney, que não é boba nem nada, reforçaria a ideia pra dar aquele passo de $egurança. Não estou criticando o filme, pelo contrário, mas é como se o zagueiro desse o chutão pra lateral quando a bola estivesse na sua área. 

Naturalmente ao invés de arriscar uma franquia tão valio$a que vinha de antecedentes não tão bons assim como nos episódios I, II e III em que George Lucas era o dono da bagaça e pisou o pé no freio resolvendo apostar muito mais na fantasia, a Disney resgatou o que TODO MUNDO gostava na trilogia original que era a novelona que Star Wars na realidade sempre foi. Saca o "Luke, eu sou seu pai?". Então. Arrepia.

É só analisar friamente (não tão frio quanto as noites de SP) para perceber isso. Duvida jovem?
  • há um droíde que leva uma informação valiosa e que está em um planeta desértico e desolado; 
  • há um antagonista mascarado, vestido de preto, possuidor da Força, que chega pouco depois que a informação é entregue ao droíde; 
  • há um herói que está sendo torturado para recuperar a informação; 
  • há um habitante solitário no deserto com a Força e que sonha com algo mais; 
  • há um antigo guerreiro que explica a Força à próxima geração; 
  • há um mal supremo que coordena toda as sombras;
  • mais uma vez tivemos uma Estrela da Morte destruída pelo maldito buraquinho (será que os malditos engenheiros espaciais não aprendem?)...
E para não falarem que não há um diferencial, pela primeira vez tivemos um Stormtrooper que se rebelou. =)

Entre tantas coisas que eu penso, na verdade, não tem nada melhor na vida do que meus heróis, um bom rock n' roll, cerveja, fritas, e um bom papo com uma boa companhia.

Voltando
Next Post »
Comentários
0 Comentários
0 Comentários