O medo da morte: A filosofia por trás de Darth Vader

Apesar de praticamente todos os fãs de Star Wars, incluindo eu, não gostarem da nova trilogia seja pelo exagero de CGI (oi Yoda de plástico), seja pelo bicho esquisito dos três I's (idiota, irrelevante e insuportável) do Jar-Jar Binks, seja pela invenção dos mid-chlorians (que jogam na lata do lixo a mistificação dos Jedis), ou seja simplesmente por texto ruim mesmo; o fato é que essa nova trilogia era necessária para expandir o universo mais mexicano da galáxia ao se dedicar a contar a origem do maior vilão asmático samurai de todos os tempos: Darth Vader.

De onde ele veio? Como ele se tornou assim? Por que Obi-Wan vivia como eremita? Por que esse ódio tomou conta de Anakin? A nova trilogia serviu para esclarecer isso e deixar um pouco mais claro a divisão entre Jedis e Siths em nada mais do que a vida baseada no temor da morte. Em outras palavras, como Yoda alertou nós: o medo é uma passagem para o lado negro.

Salvo os defeitos, cá entre nós que foi justo cair mais uns milhões no bolso do tio Lucas né?

Esse vídeo muito bem feito do Wisecrack contando sobre a filosofia por trás de Darth Vader explica bem isso e vale o clique!

PS: Calma, se você não é versado no inglês, tem as legendas embutidas. Caso elas não saiam automaticamente, clique para ativá-las e logo após nas configurações do vídeo para selecionar o português. Entendido?

Estudante de publicidade, formado em nerdices em geral, pós graduado em Netflix, e phD em piadas idiotas. Gasto dinheiro em comida e com livros que não tenho tempo pra ler.

Voltando
Next Post »
Comentários
0 Comentários
0 Comentários